Portugal - Porto Santo / 2ª parte - Sep 2017

For a English version, please scroll down

Porto Santo é o lugar ideal para descansar. Toda a costa Sul corresponde a uma longa praia de cerca de 9 km, de areia branca e água azul esverdeada, muito transparente. Tem por cenário o Ilhéu de Cima e o Ilhéu de Baixo (ou da Cal) e é tranquilizador, por si só, observar a paisagem.
O tempo aqui passa languidamente. 
O que acabou por acontecer comigo foi passar uma parte do dia à beira-mar (a passear, mergulhar ou a ler) e a usufruir dos serviços que o hotel oferecia. A outra parte do dia visitei pontos e lugares considerados de interesse, geralmente acompanhada pela Joana e a Beatriz e/ou a Família Carreira (a Lina, o Miguel e a Laura).


Se me perguntassem o que mais gostei em Porto Santo, não demorava 2 segundos a responder: a subida ao Pico Branco!
Combinei com a Lina, o Miguel e a Laura sairmos de manhã, pela fresquinha, para fazermos este programa. E lá fomos nós!
Situado a Este da ilha, o pico permite um dos trekkings mais bonitos de que me recordo ter feito. Absolutamente maravilhoso! 

Com uma duração aproximada de 3h, vale cada segundo despendido, sendo aconselhável fazê-lo da parte da manhã, não só para evitar o calor como para beneficiar da luz matutina.
Oferece vistas incríveis tanto para a paisagem da Serra de Dentro, desertificada e meia lunar, como para as paisagens da costa Este, de uma beleza de cortar a respiração e ainda toda a Vereda Pico Branco - Terra Chã. Deslumbrante!

Porto Santo é a mais antiga das ilhas da Macaronésia, fazendo também delas parte a Madeira, Açores, Cabo Verde e Canárias. É muito conceituada pela riqueza e diversidade das formações rochosas existentes no território. As formações geológicas são visíveis por toda a ilha, mas relativamente a este assunto é dada particular visibilidade ao Pico Ana Ferreira e aos Morenos.

Com a Joana e a Beatriz, fizemos uma tour de jeep, de que destaco o miradouro das Flores (com uma paisagem extraordinária sobre o Ilhéu da Cal e o Ilhéu do Ferro); o Pico Ana Ferreira, famoso pela sua curiosa formação rochosa, que mais parece ter sido obra de um escultor do que da natureza; os Morenos (uma escarpa extraordinária!), a visita à Quinta das Palmeiras e toda a paisagem da parte Norte da ilha (nomeadamente o Ilhéu da Fonte de Areia).

Visitámos ainda uma Casa tradicional Museu, onde pudemos ver entre outras coisas, algumas ferramentas tradicionais de cultivo e fazer uma prova do vinho de Porto Santo. Eu diria que acaba por ser um espaço onde se podem adquirir alguns dos produtos típicos da ilha com uma qualidade superior. Bolos secos e biscoitos, licores de diversos frutos, o famoso bolo do caco, o Vinho de Porto Santo, as broas de mel, entre outros.

Ao longo destes dias fomos ainda à povoação de Vila Baleira, decorada e muito mimosa, com o seu famoso pontão, as suas casinhas bem conservadas, coloridas lojas de souvenirs e pequenas tascas e restaurantes. Visitámos a Casa Museu de Cristóvão Colombo e passámos também na famosa gelataria “Lambecas".

Esta foi, verdadeiramente, uma experiência muito interessante a diferentes níveis. Permitiu-me constatar as diferenças entre viajar sozinha e acompanhada; perceber a realidade vivida por muita gente quando opta viajar em família, experimentar um conceito de turismo completamente diferente daquele a que estou acostumada e, sobretudo, conhecer a encantadora ilha de Porto Santo na companhia de uma querida, querida amiga. Tão grata, Joana! 😊

English version

Porto Santo is the ideal place to rest. The entire south coast corresponds to a long beach of about 9 km, with white sand and blue-green water, very transparent. It has as its background the Ilhéu de Cima and the Ilhéu de Baixo/Cal, and it is relaxing by itself to observe the landscape.
Time passes languidly.
While I was there, I spent a part of the day at the seaside (walking, diving, reading) enjoying the resort services on offer. Later I visited points and places considered of interest, usually accompanied by Joana and Beatriz and / or the Carreira family (Lina, Miguel and Laura).

If someone asks me what I like best in Porto Santo, I will not loose 2 seconds to answer: the trekking to Pico Branco!
With the Carreira family, we squeduled an early morning program. And so we went!
Situated at the east of the island, the peak affords one of the most beautiful trekkings I can remember. Absolutely wonderful!


With a duration of approximately 3 hours, it is worth every second spent, and it is advisable to do it in the morning, not only to avoid the heat but also to benefit from the morning light.
It offers incredible views on the Serra de Dentro, desertified and lunar-like landscapes, on the East coast, a breathtaking beauty, as well as at the entire Vereda Pico Branco - Terra Chã. Gorgeous!

Porto Santo, part of Madeira’s archipelago, is the oldest of the Macaronesian islands, also comprising Azores, Cape Verde and the Canary Islands. It is highly regarded for its richness and diversity of rock formations in the territory. The geological formations are visible all over the island, but on this subject the locals give particular enphasis at the Pico Ana Ferreira and the Morenos.

With Joana and Beatriz, we made a jeep tour, highlighting the viewpoint of Flores (with an extraordinary view on the landscape of the lhéu de Baixo/Cal and the Ilhéu do Ferro); the Pico Ana Ferreira, famous for its curious rock formations, which seem to have been the works of a sculptor, rather than of nature. Lastly we visited Morenos (an extraordinary escarpment!), Quinta das Palmeiras homestead and the whole Northen landscape, including the Ilhéu da Fonte de Areia.

We also visited a traditional house museum, where we could see some old-style farming tools, the space and get to taste Porto Santo’s wine. It turned out to be the place where to get superior quality typical products. Dried cakes and cookies, liqueurs of various fruits, the famous Bolo do Caco bread, honey buns, among others.


Throughout these days we went to the city of Vila Baleira, well decorated and very pretty, with its famous pontoon, its well-kept houses, colorful souvenir shops, small taverns and restaurants. We visited the house museum of Christopher Columbus and we also passed the famous "Lambecas” ice-cream shop.

Overall, this was truly a very interesting experience, at different levels. It allowed me to notice the differences between traveling alone and with others; to glimse at the reality lived by those choosing to travel with family, to experience a tourism concept completely different from what I am used to and, above all, to know the charming island of Porto Santo in the company of a dear, dear friend. So grateful, Joana!😊 (reviewed by MC Alfarim)


Comentários

Mensagens populares deste blogue

Portugal - Carcavelos / Agrupamento de Escolas de Carcavelos - Jan 2018

Portugal - Forest Giants Project - July 2018

Argentina - Buenos Aires/ First days - Sep 2018