Portugal - Linda-a-Velha em Transição - Último dia de Novembro 2016!




Já vos disse que ando a estudar movimentos, ferramentas e metodologias que promovam a participação da sociedade civil, não?

Pois bem, hoje venho falar-vos de um projecto integrado no Movimento de Transição (Transition Network). Este movimento nasce a partir de um permacultor, no Reino Unido, que perspetivou a necessidade de criar comunidades resilientes e sustentáveis face a mudanças que ele antevia associadas a questões de dependência energética do petróleo, cruzadas com as alterações climáticas. 
Rege-se por um conjunto de princípios essenciais com vista à criação de comunidade felizes, resilientes e em equilíbrio com o meio onde estão integradas. A mim chamou-me especialmente a atenção o princípio do respeito pelos limites dos recursos e a criação de resiliência e o princípio da subsidiariedade (auto-organização e tomada de decisão no nível apropriado).
Este movimento está espalhado por todo o mundo e eu quis perceber melhor como é que isto se concretizava. Fui pesquisar a plataforma Transição Portugal.


Pois bem, ontem fui conhecer o projecto Linda-a-Velha em Transição, que representa uma das iniciativas deste movimento. 
Cheguei ao Centro Comunitário de Linda-a-Velha onde fui recebida pelo Fernando Oliveira e o Tiago Reis que muito simpaticamente se disponibilizaram para me explicar como é que a comunidade ali se organiza, na companhia de um óptimo café!
É muito interessante porque a história começou a partir de uma palestra sobre o movimento há uns anos e dali surgiu um pequeno grupo de pessoas interessadas. Depois foram realizando vários eventos de sensibilização, o que permitiu não só fortalecer laços como aumentar o número de participantes. Posteriormente, constituíram-se grupos para o desenvolvimento de projetos, considerados pelos próprios, de interesse.
O Fernando e o Tiago explicaram-me que actualmente é difícil perceber quantos projetos estão a decorrer em Linda-a-Velha e quantas pessoas estão envolvidas, sendo que isto é defeito meu (de quem procura avaliar tudo). De facto, o que é que interessa? O que importa é o que acontece! 

E o que acontece entre outras coisas é um projecto por uma Educação para a Transição (muito associada aos ensinamentos do Professor José Pacheco), com enorme envolvimento dos pais nas escolas; a criação de uma horta urbana (vencedora do orçamento participativo em Oeiras), um projeto sobre mobilidade e outro associado ao desenvolvimento pessoal (transição interior).
E tudo isto sem ser necessário haver uma liderança formal, as coisas vão acontecendo tendo por base o respeito pelos princípios que regem o movimento. É extraordinário!
Os meus cicerones, levaram-me depois a conhecer o trabalho desenvolvido no agrupamento de escolas de Linda-a-Velha, através das hortas pedagógica e urbana, e de como estes se têm tornado espaços lúdicos, de socialização e educacionais para toda a comunidade.
Pessoal, não há explicação o entusiasmo e a esperança que me acompanhou até casa! Muito obrigada, Fernando e Tiago!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Portugal - Projecto "Moreira Team" / Figueira da Foz - Jun 2017

Portugal - Florescer / Linda-a-Velha - Jun 2017

Espanha - Camino Santiago / Finisterra - Apr 2017