domingo, 23 de outubro de 2016

Indonesia - Bali - Green School/ Ubud - Out 2012



Passámos 2 dias fantásticos na Green School, um lugar extraordinário, famoso pela sua arquitetura no meio da selva tropical, cujas casas e edifícios são todos feitos de bambu, sem quaisquer janelas e abertos, garantindo uma brisa constante.
Ficámos a dormir na residência onde está a Madalena, uma casa lindíssima, com vista para a zona principal da Green School.
Vale mesmo a pena perceber um bocadinho mais sobre o conceito que está por trás desta escola internacional e arquitetonicamente é, realmente, impressionante. O terreno é atravessado por um pequeno rio, onde as crianças locais costumam tomar banho todas descascadas, para inveja de muitos (nos quais  me incluo ;D). Para mim, uma das estruturas mais impressionantes é uma ponte feita em bambu.
Visitámos igualmente a fábrica que produz este tipo de material e outros, referentes a móveis e outras peças que se podem considerar verdadeiramente de arte, mas nesse ponto a Rita e a Inês podem dar-vos aulas :D
Nessa noite a Madalena abriu as portas da casa e ainda tivemos a possibilidade de participar numa festa, atascadinha de australianos na casa dos seus 50 e tal 60 e tal anos, muito simpáticos.
Não é muito fácil dar a idade aos senhores porque são muito divertidos e bebem bastante. Podem ser mais novos e estarem só mais estragadinhos ou serem mais velhos, mas não terem envelhecido J


No dia seguinte seguimos para Ubud. Resolvi experimentar uma aula de yoga e, apesar da dificuldade em seguir, dada a necessidade de aprender e refrescar um grande número de palavras em inglês para as diversas partes do corpo, gostei muito. 
A professora, uma senhora que está a viver em Bali há 19 anos, cumprimentou-me e mostrou-se muito surpreendida quando soube que era a minha primeira aula. Aparentemente tenho jeito para a coisa!
Independentemente da "passagem da mão pelo pêlo" estou a pensar em, logo que assentar, começar a fazer com regularidade a modalidade.

Passeámos por Ubud que é uma cidade de facto muito bonita, rodeada e repleta de arrozais e, não percebi se intencionalmente ou não, muito jardinada. É realmente uma área lindíssima.

Fomos ainda ver um espetáculo de danças balinesas que, achei muitíssimo interessante e com um verdadeiro poder hipnótico. Seguimos a seguir para um jantarinho de “portugueses ladies” (à exceção da Tamie, uma brasileira porreiríssima que está a viajar há quase um ano e está louca de saudades de casa, utilizando como pontuação na sua comunicação a célebre frase "putá quiu páriu!!!" ), adorei!
(NOTA: Esta crónica é relativa a uma viagem realizada em 2012)

Sem comentários:

Enviar um comentário